EMAGRECER É ATITUDE!

Criamos este Blog para você que já está cansada (o) de fazer regimes para EMAGRECER e procura algo diferente. Compartilhe esse espaço conosco, siga-nos, comente e decida pelo EMAGRECIMENTO COM ATITUDE.

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Muita gente leu a respeito deste medicamento "milagroso" que saiu na revista VEJA

Muito importante checar as informações que chegam até nós,

este texto é do site WWW.DICAS DA NUTRICIONISTA

(notícias científicas sobre alimentação e nutrição)

mostra o parecer da ANVISA:

Não existe remédio para emagrecer milagroso!

 
por andreiat
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) emitiu alerta sobre o uso inadequado do medicamento injetável Victoza (liraglutida). O remédio, cuja finalidade é controlar o diabetes tipo 2, está sendo utilizado para emagrecer e sua busca aumentou depois de reportagem publicada na revista irresponsável Veja, que como sempre coloca sempre as mil maravilhas dos produtos.
Porém, de acordo com a Anvisa o uso para outra finalidade que não seja o de antidiabético pode causar riscos para a população, como dores de cabeça, náuseas, diarréia, pancreatite, desidratação, alteração da função renal e distúrbios da tireoide.
“A única indicação aprovada atualmente para o medicamento é como agente antidiabético. (…) Não foram apresentados à Anvisa estudos que comprovem qualquer grau de eficácia ou segurança do uso do produto Victoza para redução de peso”, diz a nota. Além disso, a empresa responsável pela produção não terminou o estudo em relação à perda de peso. E pesar o custo-benefício das medicações é função do médico. O problema de reportagens como a da revista é que geram uma demanda de uma parcela da população que está disposta a conseguir a medicação mesmo sem prescrição.
Essa não é a primeira vez que a Anvisa emite alertas sobre o uso de medicamentos para emagrecer. Há alguns meses, o órgão começou uma longa discussão sobre o uso de anorexígenos e Sibutramina, vetando ou enrijecendo o controle na venda. O medicamento também é caro, o que restringe o uso para a maior parte da população

7 comentários:

Paula Costa disse...

Se fosse em outros tempos eu não só acreditaria mas já teria experimentado um milagrezinho. obrigada!

Paula Costa disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Fabi disse...

Interessante... O desespero é tão grande que se estiver ao alcance o povo vai em cima mesmo... No momento estou tentando recorrer a cirurgia bariatrica, não suporto mais remédios. Sozinha pra mim é complicado, ja tentei inumeras vezes sem muito exito. Mas por mais desesperador que seja: GENTE, vamos pensar na saude!!!
Aproveita e me faz uma vizitinha, meu blog é super iniciante, mas passa lá no Um Instante de Egoísmo e me segue, please!!!

Marcia R. Oropallo Cabrera disse...

É muito fácil criar o "milagre do emagrecimento".
Mas cair na real, é entender que este "milagre não existe".
O milagre é Você fazer diferente, você buscar o caminho.
Não podemos nos deixar envolver por estas loucuras de medicamentos milagrosos, pois como diz a matéria, quantos danos irreversíveis ficam depois no organismo, vale à pena?

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
emagreSER disse...

Boa tarde dei uma passadinha no blog de vcs e gostei das suas postagens...Então. Não li a revista VEJA, mas vi a reportagem sobre o tal medicamento no programa do Ratinho onde estava presente um médico endocrinologista deixando claro que o remédio não é para emagrecimento e sim para diabetes tipo 2.
Faz uns três anos que tento controlar meu peso e cada dia que passa estou maior, mas sou totalmente contra qualquer tipo de medicamento para emagrecer...acho que todo mundo é capaz de conseguir se controlar sem essas drogas. Penso que o que falta para mim e para milhões de pessoas e gritar para si, que não quer mais ser gorda, vítima da baixa autoestima, do mau humor , dores, falta de disposição e muitos outros problemas e situações constrangedoras.

Bj Enê.

Anônimo disse...

Meu esposo está tomando um remédio receitado pelo cardiologista para diabético.O médico disse que ele não está diabético mas se não se cuidar vai ficar.Ele precisa emagrecer 20 quilos e o médico disse que esse remédio vai ajudar,começou a 7 dias, cortou 50% do açúcar e 50% do carboidrato Não está conseguindo comer igual antes pq além de não sentir tanta fome se comer muito fica se sentindo muito cheio.Antes de começar tomar esse remédio ele fez exame de sangue(o resultado saiu em 7 folhas grandes)ecocardiograma com doppler color e teste ergométrico.O remédio é baratinho,custou 14,00,vai tomar por 3 meses,ele já está sentindo diferença nas blusas,já estão mais folgadas na barriga.